segunda-feira, 6 de março de 2017

Cara a cara com Virgínia Gaia


 

Virgínia Gaia

 
 
 
 
 


Arquivo pessoal.
 
 
 
 
 
Ricardo Netto - Quem é Virgínia Gaia?
Virgínia Gaia - Escorpiana de Ascendente Capricórnio, eu sou astróloga e taróloga, além de ser a primeira sexóloga com abordagem holística no Brasil. Ministro cursos e palestras sobre os temas com os quais trabalho, além de manter um quadro semanal do programa A Tarde é Show, da apresentadora Nani Venâncio, que vai ao ar pela Rede Brasil de Televisão, com alcance em todo o território nacional.
Formada em Comunicação e pós-graduada em Estratégia Gerencial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), decidi assumir publicamente a profissão no segmento esotérico depois de uma carreira bem-sucedida no mundo corporativo. Não poderia ter tomado uma decisão melhor: hoje, conheço o verdadeiro significado da expressão “realização profissional”. Amo o meu trabalho!
Ricardo Netto - Com quantos anos de idade você descobriu essa conexão com o mundo espiritual?
Virgínia Gaia - Comecei a ler Baralho Cigano aos 14 anos. A partir daí, um novo universo de conhecimento se abriu diante de mim. Pouco mais de um ano depois, quando eu tinha por volta de uns 15 ou 16 anos, tomei contato com o Tarô e comecei a estudar o amplo espectro das Ciências Herméticas para entender as correspondências simbólicas presentes nos arcanos desse oráculo tão fascinante. Foi daí que nasceu o interesse pela Astrologia, pelo Ocultismo e por diferentes práticas mágicas, dentre elas e em especial, a Magia Sexual e o Tantra.  
Ricardo Netto - Na sua opinião, qualquer pessoa pode desenvolver habilidades exotéricas ou isso é um dom que é reservado para pessoas escolhidas?
Virgínia Gaia - Como em qualquer área de interesse ou atuação, só o talento não é suficiente para garantir a evolução. Engana-se quem acha que o profissional do ramo esotérico é alguém que nasceu pronto. São anos de estudo, constante atualização e muito esforço. E, sim, acredito que dentro de todo ser humano existe um mago para ser desenvolvido. Sempre falo para os meus alunos e coachees: a intuição pode – e deve – ser treinada, assim como qualquer habilidade psíquica. A magia está justamente na arte de estabelecer uma conversa com o esse sagrado interior que está presente em todos os indivíduos.
Ricardo Netto - Das ciências exotéricas que você estudou qual seria aquela que mais se adéqua à sua energia?
Virgínia Gaia - Na adolescência, tive bastante contato com a Bruxaria Tradicional e Wicca, chegando até a integrar um coven com outras mulheres bem mais velhas e experientes do que eu. Depois disso, mergulhei de cabeça no Ocultismo de forma solitária, porém, ainda de maneira mais teórica do que prática. Mais tarde, já adulta e cada vez mais interessada pelo Tantra, fui iniciada no Budismo Tântrico (Vajrayana), o que me abriu um mundo de possibilidades e adicionou algumas práticas meditativas à rotina que mantenho até hoje e que costumo ensinar nos meus cursos e atendimentos. Foi então que, querendo me aprofundar mais nos conhecimentos e práticas do Ocultismo, passei por ordens iniciáticas. Nessa época, também me aprofundei em Magia Sexual. Depois, decidi seguir o meu caminho de forma solitária. Hoje, grata por tudo que aprendi, aplico um conjunto de práticas que mistura elementos de toda essa gama variada de conhecimentos, dentro da orientação do que se chama de Vama Marga – ou Caminho da Mão Esquerda - do Tantra.
Isso tudo, claro, com a constante troca com outros colegas e amigos do meio esotérico. Tenho profunda admiração pelo Candomblé, pela Umbanda, pelo paganismo nórdico e outras correntes da magia. Gosto de manter contato com diferentes vertentes e escolas, pois adoro a condição de eterna aprendiz.
Ricardo Netto - Como seu espírito recebe uma mensagem quando você está lendo o tarô para alguém?
Virgínia Gaia - Todo ato intencional é um ato de magia. Então, embora seja difícil de ser explicada pela ciência, creio que a fenomenologia que envolve o uso do Tarô como oráculo está mais relacionada à lei da sincronicidade, como postulou Carl Gustav Jung, em um processo mágico que não necessariamente envolve espíritos. É, magicamente, uma questão de direcionamento de intenções. Trata-se do encontro de duas vontades: a do consulente, em saber, e a do tarólogo, em responder.
Ricardo Netto - A energia da pessoa que você está atendendo, interfere na leitura das cartas para ela ou não?
Virgínia Gaia - Não há duas pessoas iguais no mundo e, por isso, cada leitura é única. Eu procuro trabalhar a minha concentração e a minha energia para que eu não sofra nenhuma influência externa à consulta. Faço mentalmente, antes e depois de todos os atendimentos, um banimento que permite isolar o ambiente dessas interferências.      
Ricardo Netto - Em qual situação você sente algum tipo de bloqueio ao atender uma pessoa?
Virgínia Gaia - O tarólogo bem preparado não passa por bloqueios desse tipo. Por isso, sempre falo aos meus alunos que querem ser tarólogos: treinem e usem a intuição, mas nunca deixem de estudar e aplicar a técnica. O domínio da técnica é o aspecto que mais contribui para a clareza da leitura e a capacidade de oferecer uma orientação precisa.
Ricardo Netto - Você apresenta um quadro no Programa “A tarde é show”, da apresentadora Nani Venâncio, todas as segundas, lendo cartas para telespectadores. Qual a maior dificuldade para você ao ler cartas com a pessoa à distância? Ou isso não infere?
 
 
Logo da emissora. Imagem da internet.
 
 
 
 
 
 
 
Ao lado da apresentadora do "Atarde é show", Nani Venâncio. (Imagem da internet).
 
 
Virgínia Gaia - Além de taróloga, sou também a astróloga responsável pelo horóscopo semanal do programa. Esse é um bom momento para pontuar a diferença entre a Astrologia e o Tarô. No caso do horóscopo, eu realmente aplico a técnica astrológica para preparar o recado semanal para cada um dos signos. Vejo os posicionamentos dos planetas em relação a cada signo e a situação da Lua. Ainda que superficial – já que nada se compara à interpretação do mapa astrológico, que é único para cada indivíduo –, o horóscopo serve como uma orientação geral para o público que está assistindo ao programa.
Já no caso do Tarô, acho que pela lei da sincronicidade as cartas que sorteamos ali – com o programa ao vivo e em frente às câmeras sempre trarão uma mensagem sobre o que o telespectador está perguntando. Claro que será uma orientação mais simples e superficial. Eu sempre uso na TV uma tiragem com poucas cartas, até porque a leitura tem que ser relativamente rápida. Mas, mesmo com tudo isso, já houve muitos casos de telespectadores que depois procuraram a produção do programa ou nos buscaram nas redes sociais para agradecer pela leitura e contar o desfecho da sua situação. E isso sempre me emociona muito!
É realmente uma grande responsabilidade e, ao mesmo tempo, é muito gratificante ter um espaço em rede nacional para desconstruir mitos a respeito do nosso trabalho como esotéricos. Acho que a Rede Brasil e, em especial, a queridíssima Nani Venâncio têm um papel fundamental para o esoterismo nacional.   
Ricardo Netto - Além de taróloga e astróloga você também é coach de relacionamentos. Fale um pouco sobre isso?
Virgínia Gaia - Depois de pesquisar com rigor acadêmico as diferentes vertentes do Tantra e de estudar profundamente as escolas ocultistas que aplicam Magia Sexual, busquei formação específica em Sexologia. Sou educadora sexual certificada pela ABEME (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual), o que me dá base técnica para orientar as pessoas a conciliarem melhor o amor, o sexo, o autoconhecimento e a espiritualidade. Do ponto de vista esotérico, assim como para a psicologia e para a medicina, uma boa vivência da sexualidade é condição essencial para qualquer indivíduo. Então, oriento as pessoas para que tenham relacionamentos melhores, com uma vida sexual mais feliz e saudável, conciliando tudo isso com sua busca espiritual ou seus questionamentos existenciais. Precisamos resolver esse grande erro que foi o de separar o corpo do espírito, o que criou uma sociedade altamente reprimida e cheia de culpa. A lei suprema é a lei do amor! 
Ricardo Netto - No que as ciências exotéricas podem ajudar as pessoas em suas relações?
Virgínia Gaia - Ao conciliarmos sexualidade, o psiquismo como um todo e a espiritualidade, conseguimos estabelecer um nível muito mais profundo de autoconhecimento. A partir disso, o indivíduo começa a ter relacionamentos melhores, se sentindo atraído e atraindo pessoas com quem ele terá uma troca infinitamente mais rica. A repressão à sexualidade por meio de religiões, tabus ou dogmas fez com que a humanidade se distanciasse da magia. E é por meio de um melhor direcionamento da energia sexual que qualquer pessoa consegue se realizar em diferentes áreas da sua vida, não somente no que tange seus relacionamentos afetivos. Por isso, no meu trabalho com coaching, ensino técnicas que ajudam o indivíduo a acessar esse poder interno de transformar o mundo à sua volta, a partir de si mesmo.  
Ricardo Netto - Na sua opinião, como conhecedora do assunto, existem casais que são almas gêmeas?
Virgínia Gaia - Creio que sim, mas não exatamente da maneira como a maior parte das pessoas pensa no conceito de almas gêmeas. Acredito que ninguém entra na vida do outro por acaso. Há sempre algo a ser aprendido. Toda relação é uma troca que, em ultima instância, significará mais autoconhecimento para cada um dos envolvidos. Nessa busca, encontramos pessoas que têm um papel especial em nossas vidas. Compreender isso também é um processo mágico por excelência. Isso é alquimia.
Ricardo Netto - O que é Karma?
Virgínia Gaia - A simples lei de ação e reação.
 
 
Arquivo pessoal.
 
 
 
Um pensamento ou uma frase:

Imagem da internet.



"Amor é a lei. Amor sob vontade". (Aleister Crowley).

 
Uma cor: Roxo
Um número: 777
Uma personalidade: Como é difícil escolher uma só, fico com aquele que carrega várias, o escritor, astrólogo e ocultista Fernando Pessoa. 
Um sentimento: ÁGAPE, o amor expandido que se manifesta na forma de extrema compaixão.
Um sentido: Para dentro, sempre! “Quem olha para fora sonha. Quem olha para dentro desperta” – Carl Gustav Jung.
Um elemento da natureza: Difícil escolher um! Fico com os quatro: ar, água, terra e fogo. Um não existe sem o outro. 
O universo é? O todo e o nada. O infinito. O mistério presente dentro de cada indivíduo. O universo somos nós, na figura do Louco, o Arcano número 0 do Tarô. 
 
Sites e redes sociais:
 
 
Tarô cigano (Imagem da internet).
 
 
 
 
Site:
Canal no YouTube:
Instagram:
@virginiagaia
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Trecho do livro: Os senhores das Sombras - O legado de Lilith.

Capítulo Um   Enzo   Ouvia vozes distantes e desconhecidas, sua consciência não permitia entender o que acontecia à sua volta....